Classificação de dados é o primeiro passo para o cumprimento da LGPD

Na Europa, a GDPR (Regulamentação Geral de Proteção de Dados da União Europeia já está em vigor, desde 25 de maio de 2018. No Brasil, a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais foi sancionada em 14 de agosto de 2018 e começa a valer em agosto de 2020.

No entanto, em ambos casos, muitas organizações ainda não estão totalmente em conformidade com as novas regras em vigor na Europa ou preparadas para atendê-la corretamente lá ou aqui no Brasil. Se a GDPR substitui a Diretiva da UE relativa à proteção de dados, de 1995, a LGPD brasileira é considerada praticamente uma “espelho” da lei europeia, mas altera os artigos 7º e 16 do Marco Civil da Internet, que regula os princípios, garantias, direitos e deveres para quem usa a Internet, bem como da determinação de diretrizes para a atuação do Estado e das empresas no manuseio das dados pessoais no web espaço.

Ambas as leis destinam-se a eliminar o déficit de confiança, modernizando a legislação que salvaguarda os dados pessoais dos brasileiros e europeus e torna os níveis de proteção de dados mais rigorosos e consistentes. Diferente da LGPD, a GDPR não está restrita aos países da Comunidade Europeia e tem impacto em todo o mundo, exigindo o cumprimento de qualquer organização em qualquer país e de setor que colete, processe, controle, hospede ou compartilhe dados pessoais de cidadãos europeus. Por usa, vez, as empresas de qualquer parte do mundo com atuação no Brasil estão sujeitas às regras da LGPD.

Como garantir a conformidade das Organizações às novas regras?

É importante que as organizações sigam as determinações das novas regras, identificando os riscos a serem gerenciados dentro do ambiente corporativo, entender quais dados precisam ser protegidos e começar a aplicar políticas de segurança, colocando os recursos e políticas no lugar certo.

O melhor a ser feito é começar com a Classificação de Dados, que é o primeiro passo para uma abordagem verdadeiramente centrada em dados para proteger as informações pessoais. A violação das novas regras pode implicar em pesadas multas que podem afetar diretamente a sobrevivência do Negócio, o que coloca o problema como central para a alta direção da organização.

O custo da não conformidade também poderá provocar perdas e danos à marca, ao mesmo tempo em que as auditorias periódicas de proteção de dados recomendadas pela LGPD e GDPR se tornarão mais frequentes.

Solicite uma demonstração e junte-se a mais de
1.000 clientes tão satisfeitos quanto estes

Societe Generale Logo
MAERSK Logo
Volkswagen Logo

White paper:
O Primeiro Passo Para A Proteção De Dados Não Destruídos

Folheto:
Folheto
corporativo

Por que escolher
a Boldon James

Com atendimento ao cliente inigualável e as melhores soluções de proteção e governança de dados da categoria, estamos ajudando muitas das organizações mais bem-sucedidas do mundo a assumir o controle de seus dados de negócios. Todos os dias, nossos clientes se beneficiam de operações mais eficientes, seguras e simplificadas — protegendo as informações essenciais aos negócios e reduzindo os riscos.

Cloud Computing Icon

Nós oferecemos integração com ecossistemas avançados de segurança e governança

Shield Icon

De dados e protegemos os dados essenciais aos negócios aprimoramos o controle dos dados e reduzimos os riscos

Analytics Icon

Nós garantimos o desempenho aprimorado e modernizado dos negócios

Hand Icon

Somos comprometidos com a excelência e promovemos constantemente o sucesso